2008/11/01

> Iritzia: MariBolheras Precárias > A RAINHA TURULETA E A SUA CORTESANA ULTRA

  • A rainha turuleta e a sua cortesana ultra
  • MariBolheras Precárias, 2008-11-01

Já conhecíamos o ódio que tem Pilar Urbano às maricas e bolheras; lembramos um artigo onde nos comparava com um par de alpargatas. A rainha espanhola reivindica também a sua homofobia, o qual legitima para umha boa parte da populaçom esse ódio à diferença e também esse ódio às mulheres, opondo-se ao aborto ou tentando invisivilizar a violência de gênero.

O que queda em evidência é o entramado da Casa Real, onde os generais e demais plebe que tenhem que filtrar todo o que se publica sobre os reis, nom virom improcedente a homofobia, ou estar em contra do aborto, mais bem todo o contrário, pensarom que o resto da gente é como eles, e claro, cagarom-na.

Também queda evidente que a FELGTB nom é a voz dos colectivos do estado: onde dissem digo, digo diego. Multitude de vozes dissidentes da política da Federación surgirom esta semana trás a benevolência coa que a FELGTB tratou o tema, num primeiro momento pediu umha rectificaçom, mas depois do penoso comunicado da realeza, baixou a sua cabeça para dar pleitesia à rainha e conformarom-se com a explicaçom da casa real: 'foi umha conversa privada entre umha jornalista e umha rainha".